MAIO: CELEBRANDO OS LOUVORES A MÃE DE JESUS.

FOTO: ARQUIVO PASCOM
OLÁ IRMÃO E IRMÃ EM CRISTO
SALVE MARIA!
“A MINHA ALMA GLORIFICA O SENHOR E MEU ESPÍRITO SE ALEGRA EM DEUS MEU SALVADOR”. (Cf Lucas 1, 46 e 47). 
 
Para os cristãos católicos, Maio tem um olhar especial, diferenciado dos outros meses: é o mês que carinhosamente chamamos de mês de Nossa Senhora esse período de 1 a 31 voltamo-nos o nosso olhar, nosso coração e nossas orações par Maria que teve um papel importante na história da salvação.
A colaboração de Maria como cooperadora dessa salvação, já começa bem antes da vinda de Jesus, promessa essa dada por Deus, quando o homem rompeu a aliança com Ele ainda no paraíso através da desobediência (Cf: Gn 3, 1-24) e Deus promete que para salvar o homem enviaria seu Filho que nasceria de uma mulher e com essa vinda daria uma nova oportunidade ao homem de receber a salvação.
Daí é que entra a pessoa de Maria. Deus já tinha em seus planos preparar uma mulher desde de toda a eternidade, através de seu SIM ela seria a colaboradora dessa importante missão gerar para o mundo Jesus.
A primeira ação de Deus, foi preservar Maria da mancha do pecado, já que pelo homem (Adão) entrou o pecado no mundo, Maria não poderia nascer com a contaminação do pecado original, embora ela sendo filha de Joaquim e Ana ambos pecadores, o Ventre de sua mãe, foi totalmente preservada do pecado e assim Maria pôde nascer invicta do pecado.
No momento favorável, Deus envia o seu mensageiro a terra para concretizar a sua palavra, o objetivo do arcanjo São Gabriel era de trazer a mensagem de Deus, entre tantas jovens da época, Deus se agraciou da humildade, da ternura, da inocência de Maria e é a essa jovem da cidade de Nazaré que o anjo dirige a sua saudação inicial: AVE! E logo a professa: Tu Maria es cheia de Graça diante de Deus (Cf: Lc 1, 28).
Imagine como foi difícil para aquela jovem simples, ouvir uma saudação dessa, e principalmente ver a sua frente um anjo? O medo, a fez deixa-la perplexa, mas o anjo acalma o seu coração, acalma seu espírito, não tenhas medo Maria, acalme seu coração, vim do céu, fui encarregado por Deus para lhe trazer uma grande notícia, você foi escolhida por Deus para ser a mãe do seu Filho Jesus. Fico a imaginar o diálogo de Maria com o Anjo Gabriel, as dúvidas, as incertezas, as inquietações que surgia no interior de Maria, como aconteceria isso se ela não tinha esposo (Cf: Lc 1, 34). Mas Deus já tinha tudo pronto, tinha certeza que Maria não iria dizer NÃO ao seu projeto, a resposta já estaria pronta para ser dada pelo anjo, o Espírito Santo descerá sobre Ti Maria, e o que será gerado em teu seio é por obra e graça do Espírito (Cf: Lc 1,35).
“Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim conforme a vontade de Deus”. (Cf: Lc 1, 38), aqui estar a profissão de Fé de Maria, confiou, acreditou e esperou, não temeu o que poderia vir pela frente, também não saiu aos gritos ou sentindo-se vangloriada por se tornar a mãe do Salvador, apenas silenciava, meditava, rezava e guardava tudo em seu coração, vivia numa verdadeira ação de graças, dentre tantas virtudes, que encontramos em Maria podemos destacar sem dúvida a confiança, era essa a sua oração diária junto a Deus, confiava sem medo. 
Celebrar o mês voltado para Maria Santíssima, é mergulharmos na vida de Cristo, compreendermos que não a tornamos uma deusa, ou a adoramos acima de Deus, mas a reconhecemos que por ela veio a redenção e a salvação do homem, porque ela trouxe ao mundo Jesus, ela esmagou a cabeça da serpente, ela que nos ensina: “Fazei tudo o que ele vos disser”. (Cf: Jo 2, 5). 
Nossa Senhora, eu confio em vós!
Fonte: Texto criado por José Silvaneres de Carvalho Henrique



Postagens mais visitadas