Paróquia Santuário de Senhora Sant'Ana : 196 anos de criação

                       
Neste dia,13 de agosto de 2017, a Paróquia de Senhora Sant’Ana completa 196 (cento e noventa e seis) anos de fundação . Foi criada em 13 de agosto de 1821, por um decreto do Imperador Dom Pedro I, desmembrando-a, assim, da Paróquia de São João Batista, de Açu.

        Em 1826, José Virgílio Borba fez doação de uma parte de terra para patrimônio da Matriz. Em 1907, os limites da Paróquia foram alterados por  Dom Adauto e, em 1912, D. Joaquim põe os limites da Paróquia em igualdade com os civis.
          Foi a décima primeira paróquia a ser criada no Rio Grande do Norte, quando ainda era, do Imperador, a determinação de criar uma paróquia. Na época, o Rio Grande do Norte era ligado à Arquidiocese de Olinda e Recife.
         O Padre Lúcio Gambarra (1907 a 1915) foi o responsável pela construção da maior parte da Matriz. Ele conseguiu que dos Estados Unidos, por intermédio do Coronel Cascudo, um forro de zinco esmaltado e em relevo, de linda padronagem, que hoje cobre todo o teto interior da Igreja.
Imagem interna da Matriz


      A Paróquia de Santana abrange, atualmente, os municípios de Santana do Matos e Bodó com uma área de 1.674 km, com 66 comunidades e é administrada pelo Pe. Inácio Lopes Filho.

   Por ocasião do Ano Jubilar Extraordinário da Misericórdia instituído pelo Papa Francisco, no dia 13 de janeiro de 2016, foi aberta uma Porta Santa na Paróquia de Senhora Sant'Ana, em virtude de ser uma das Paróquias mais antiga da Região Central . Na porta, foram esculpidos os brasões do Vaticano, da Arquidiocese de Natal, da Paróquia de Sant’Ana, além do símbolo do Ano da Misericórdia.

      No dia 26 de julho de 2016, por um decreto do Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Viera Rocha, a Matriz de Sant’Ana foi elevada à Paróquia Santuário de Senhora Sant’Ana.

Festa de Sant'Ana 2017

           Tem como Padroeira Senhora Sant'Ana, a avó de Jesus Cristo.
         Os festejos em alusão a padroeira Sant’Ana acontecem anualmente no período  de 16 a 26 de julho, com uma programação especial. As atividades constam de missa, todas as noites, caminhadas matinais pelas principais ruas da cidade, peregrinação da imagem de Sant’Ana  nos bairros e zona rural do município. Conta também com a participação de vários padres e do Bispo da Arquidiocese de Natal, além de programação cultural e  uma grande procissão de encerramento. É considerada a maior festa da cidade.

Postagens mais visitadas